Polícial Civil acusado de violar prerrogativa tem processo extinto já que foi reconhecida a ilegitimidade passiva na comarca De Nova Xavantina.

  • 24/11/2021
  • 0 Comentário(s)

Polícial  Civil acusado  de violar prerrogativa tem  processo  extinto já que foi reconhecida a ilegitimidade passiva na comarca De Nova Xavantina.

Foi julgado neste dia 17 em nova Xavantina o processo contra o polícia civil Sr. Lusney Acusado de prerrogativas contra a advogada Dra Dangella  Moreira  onde o  processo foi extinto já que foi reconhecida a ilegitimidade passiva.Segue em anexo a sentença do processo.

Entenda o caso 

Matéria públicado pelo site O Roncador 

última quinta-feira (22), um fato isolado de um policial civil violou as prerrogativas de direito da advogada Dra. Dângella Moreira, do escritório Moreira Advocacia, determinando situações humilhantes e vexatórias na frente de seu cliente, situações está que a mesma preferiu não relatar.

Ocorre que por estar sozinha e sem amparo, se sentiu impossibilitada de gravar o ocorrido, momento que ao sair da delegacia ligou para o Presidente da Subseção de Nova Xavantina, que de prontidão acionou o Presidente Nacional da OAB Dr. Leonardo Campos, que ao saber da violação das prerrogativas da classe, foi diretamente a Agua Boa para informar e representar o policial civil em questão para o Delegado Regional, tomando assim todas as medias cabíveis contra o policial civil, onde a mesma processa o policial em Cuiabá , não só na comarca de Nova Xavantina como print abaixo


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes